SBMICRO MULHER

PAT
PuttingAllTogether, o programa da SBMICRO para mulheres

O principal objetivo do fórum PAT é promover a discussão ampla e contínua relacionada com estímulo à participação de mulheres na área de microeletrônica e afins considerando a atração de novas candidatas aos cursos de graduação e pós-graduação, bem como dirimir a evasão deste público dos cursos de tecnologia.

Esta iniciativa é uma atitude proativa da SBMICRO a exemplo do que vem sendo realizado pelo Governo Federal e outras sociedades tais como a SBC, o IEEE e a SBPCbuscando contribuir para o aumento do número de profissionais qualificados, em particular, mulheres na área das engenharias.

O IEEE Women in Engineering (WIE) é uma das maiores organizações internacionais de profissionais dedicados àinspirar e influenciar meninas ao redor do mundo a seguir os seus interesses acadêmicos para uma carreira em engenharia e a promover mulheres engenheiras e cientistas a ascender profissionalmente.

O Programa Meninas Digitais, da Sociedade Brasileira da Computação (SBC) tem como objetivo divulgar a área de Computação para despertar o interesse de estudantes do ensino médio/tecnológico ou dos anos finais do ensino fundamental, para que conheçam melhor a área e, desta forma, motivá-las a seguir carreira em Computação. Em 2005, o Governo Federal lançou o Programa Mulher e Ciência, a partir do trabalho realizado por um grupo interministerial composto pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM), Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Educação (MEC), dentre outros participantes. Os objetivos definidos para este programa incluem promover a participação das mulheres no campo das ciências e carreiras acadêmicas e o estímulo a produção científica e a reflexão acerca das relações de gênero, mulheres e feminismos no País.

Em julho de 2016, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC),lançou o Ciência & Mulher, um portal de divulgação científica dedicado à participação das mulheres em diversas áreas da pesquisa. Esta iniciativa busca dar visibilidade a pesquisas, artigos e livros produzidos por mulheres ou que tratem de assuntos como saúde feminina, violência doméstica e aborto.

O PuttingAllTogether (PAT) é uma iniciativa para uma conversa franca e objetiva afim de ouvir e prospectar realidades. Não se trata de um movimento político e de nada que busque interferir na administração institucional. Como mencionado, esta é uma iniciativa sem bandeiras e de certa forma uma busca científica para se mapear realidades e conhecer estatísticas.

A participação no PAT não é exclusivamente feminina e seria interessante contar com o apoio de professores e alunos.O projeto tem viés de empreendedorismo uma vez que as ações visam à atração de recursos humanos, a capacitação, a redução da evasão de cursos e o estímulo à participação no mercado com exercício profissional empreendedor. Ações definidas para o PAT

Quatro ações (médio e longo prazo) estão inicialmente propostas para o PAT, sendo elas:

1) Empenhar esforços para motivar meninas e mulheres a se interessarem pela área de microeletrônica, em particular prevalecer na profissão com boas oportunidades de crescimento profissional. Esta ação pode serfortalecida nas semanas de profissões, semanas de tecnologia, olimpíadas de conhecimento, palestras realizadas em diferentes ambientes, em particular pode ser executada por meio do programa definido como SBMICRO Aqui (outra iniciativa da SBmicro).

2) Mapear a realidade das meninas digitais identificando fatores de interesse, promoção e evasão. Esta ação pode ser realizada a partir da realização de painéis e pesquisa em cursos técnicos, graduação e pós-graduação a respeito da rotina das mulheres. Nesta ação contamos com a participação de pesquisadores(as) e professores(as) que serão nomeados tutores do projeto em suas instituições e/ou regiões.

3) Estabelecer estratégias de acolhimento para produzir um ambiente de igualdade dentro dos cursos e instituições, nos casos em que isto for senso comum. Nesta ação contamos também contamos com a participação de pesquisadores(as) e professores(as) que serão nomeados tutores do projeto em suas instituições e/ou regiões. Os tutores poderão acompanhar casos envolvendo alunas, tais como: depressão, preconceito, gravidez, bullying, assédio moral, assédio sexual, situaçõesrelacionadas com amamentação, etc.Nesta ação também podem ser definidas dinâmicas que venham a dirimir conflitos de comportamento. Exemplo: a caracterização de assédio x preconceito ao convidar ou não mulheres a serem partes de uma equipe. Se meninos tratam meninas da mesma forma que tratam os amigos elas choram e se não tratam da mesma forma é preconceito. Não são raros os casos em que meninos também citam os casos de meninas que extrapolam os limites e usam da sensualidade pra conseguirem apoio e depois se vitimizam.

4) Criação de prêmio bianual chamado PAT-x para homenagear pessoa da comunidade (homem ou mulher) que se distinguiu na atuação em defesa dos mesmos princípios que norteiam o PAT. O prêmio se destina a associados e não associados, que pertençam ou não à comunidade de microeletrônica. É entregue durante a cerimônia da SBMICRO. O premiado recebe um diploma de honra ao mérito emitido pela SBMICRO.

Atividades previstas para o PAT

O PAT está organizado em um conjunto de atividades cuja agenda e cronograma serão estabelecidos após a aprovação da diretoria da SBMICRO. Entre as atividades previstas, pode-se elencar:

a) O lançamento de um site (abrigado no portal da SBMICRO)onde estarão disponíveis vídeos com depoimentos de mulheres que conseguiram prosperar na carreira;Este site também abrigará a divulgação dos resultados do projeto, quais sejam: oportunidades de emprego e cursos, eventos, vídeos, jogos, aplicativos, fanzines, produzidos com o intuito de divulgação das áreas profissionais e, principalmente, empoderamento e estímulo da participação feminina neste campo de trabalho.

b) A criação de um logo para o projeto.

c) A oferta de um ciclo de palestras e debates com mulheres empreendedoras convidadas a ser realizado durante diferentes eventos promovidos ou apoiados pela SBMICRO e/ou via vídeo conferência;

d) A oferta de oficinas e workshops de qualificação das estudantes em diferentes instrumentos digitais, processos, tecnologias, etc.

e) O acolhimento de iniciativas já existentes atribuindo a estes a chancela de apoio da SBMICRO, o que será chamado de PAT-X. Esta atividade inclui atribuir a chancela da SBMICRO em iniciativas já existentes em diferentes instituições, bem como o oferecimento de apoio para que o PAT seja distribuído pelas regiões geográficas do Brasil. O Programa contará com a colaboração de multiplicadores desta proposta, que realizarão ações no contexto de projetos relacionados em suas instituições e estabelecerão parcerias, de forma a disseminar o PAT no território nacional. Para que um projeto faça parte do PAT é necessário que a coordenação do projeto envie informações gerais sobre o mesmo (instituição, cidade, estado, objetivos, participantes) para os coordenadores do Programa via e-mail ( pat.sbmicro@gmail.com). Sugere-se fortemente que o projeto tenha o nome "PAT " acompanhado de uma identificação da instituição, cidade ou estado. Por exemplo: PAT-UEM, PAT-USP, etc.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE MICROELETRÔNICA

Av. Prof. Luciano Gualberto, 158 - Trav. 3
Butantã São Paulo, SP
CEP: 05508-900
Brasil
Tel: +55 (11) 3091-5658 / 5270
Fax: +55 (11) 3091-5664
©2017 SBMICRO | Todos os Direitos Reservados